29 de jun de 2013

Pony a orangotango fêmea foi levada de sua habitat ainda muito jovem e foi escravizada em um prostíbulo. Mas apesar do capítulo trágico em sua vida, esta história nos traz inspiração para lutar e evitar quaisquer outros tipos de abuso e crueldade contra os animais.

orangotango-pony

A  História de Pony
A Fêmea de orangotango chamada Pony foi encontrada pela equipe de resgate da Fundação BOS – Borneo Oragutan Survive, ela estava deitada em um colchão, acorrentado à parede, o corpo do animal foi completamente raspado.

Quando um homem se aproximava ela fazia “uma pose erótica” que deve ter sido ensinada a custa de muitas surras pela dona do prostíbulo. Ela tinha seis ou sete anos, e era usada como uma escrava sexual, que rendia muito dinheiro, pois os os clientes regulares, preferiam ter relações sexuais com ela, do que com as prostitutas humanas. Eles raspavam seus pelos constantemente, e seu corpo estava coberto de feridas pelas mordidas dos mosquitos.

Maltratada e abusada diariamente, ela ficava presa por uma corrente de aço a uma parede e deitada em num colchão todo manchado de sangue e esperma.  Tratada mais como escrava do que como uma prostitutas, já que os homens pagavam para fazer sexo com ela.

A dona do prostíbulo se recusou veementemente a entregar Pony para a Fundação BOS. Para ela, Pony era uma máquina de fazer dinheiro e uma fonte de sorte. Não foi fácil libertar Pony deste lugar terrível; qualquer um que tentasse fazê-lo, enfrentaria o exército dos aldeões pessoas locais que estavam armados com cutelos envenenados, prontos para lutar pelo bordel que os mantinha.

Durante um ano, a associação conseguiu arrecadar dinheiro suficiente para contratar 35 policiais e outros homens armados com fuzil Ak 47, para, enfim, ‘convencerem’ a “cafetina” a entregarem a orangotango.

E foi assim que Pony conseguiu ser resgatada pela Autoridade Central Kalimantan (BKSDA), trabalhando em conjunto com a Fundação BOS e forças de segurança locais, a partir de uma casa de prostituição em aldeia Kareng Pangi, Central Kalimantan, em 2003.

Pony então foi levada para o Centro Nyaru Menteng de recuperação de orangotangos em 13 de fevereiro de 2003, ela estava em uma condição tão triste e doente. Devido a raspagem de seu pêlo, ela não conseguia parar de coçar as picadas e sua pele tornou-se infectada.

Um longo processo de reabilitação para Pony
Em Nyaru Menteng, Pony recebeu todo o cuidado necessário, e começou a se submeter ao processo de reabilitação. Viver por muito tempo com os seres humanos e ser tratado de forma tão cruel e abusiva no cativeiro, não foi fácil para Pony esquecer, e voltar a viver como um orangotango selvagem.

Ela viveu em um complexo de socialização com outros orangotangos fêmeas e também ingressou na Escola da Floresta. Em 2005, Pony foi colocado em  uma das ilhas para incentivá-la a viver de forma mais independente.



Infelizmente, ela não estava preparada para esta fase antes do processo de aprendizagem. Pony não estava acostumado com as árvores. Ela preferia ficar no chão, e quando ficava com fome, ela iria esperar pelos técnicos para dar-lhe comida, sem nunca tentar procurar comida sozinha.

Ao contrário de outros orangotangos, ela nunca explorava a ilha. Sua viagem se limitada a atravessar um pequeno rio entre as ilhas, e ir para o acampamento dos técnicos e pedir comida. Vendo que suas habilidades eram limitadas, Pony teve que ser trazida de volta ao centro de socialização em Nyaru Menteng.

Novo Lar, Vida Nova para Pony
Em seu retorno ao complexo de socialização, pacientemente os técnicos Nyaru Menteng continuarão a cuidar dela e lhe ensinar as habilidades de sobrevivência que os orangotangos precisam para viver com sucesso na floresta.

Agora próxima dos 20 anos de idade, Pony finalmente recebeu outra chance de viver em uma ilha, juntamente com outros 7 orangotangos fêmeas, Pony foi transferida para a Kaja uma ilha fluvial.

Suas habilidades de sobrevivência estão crescendo de forma satisfatória em relação aos anos anteriores. Ela agora é capaz de fazer um ninho e apresenta comportamento selvagem. Esta fêmea pesa 72,1 kg e agora é muito dominante em relação aos seus amigos.

Enquanto viver na ilha, Pony receberá cuidados especiais e atenção dos funcionários que irão monitorar suas habilidades de desenvolvimento e sua sobrevivência. Há ainda um longo caminho a percorrer, mas estamos muito aliviados e felizes por ver que Pony, é agora um ser livre, e nunca mais será escravizada, e nem abusada sexualmente.

Leia também
Cadela é Estuprada em Banheiro em Cruz AltaPORCOS SE VINGAM DE CASEIRO
estuprador_vacazoofilia_pedofilia
Cachorro é estuprado esfaqueado e furado de pregosorangotango-pony

29 de jun de 2013
comments powered by Disqus

Comentário(s)

Nenhum comentário:

Postar um comentário